google-site-verification: google4de8d2c53f298c40.html
top of page

Vergonha da Organização Mundial de Turismo

Não é novidade que o turismo está parado (para não dizer que está agonizando). Não é novidade que milhares de empresas de turismo no mundo estão prestes a falir e não é novidade que milhões de funcionários e empresários estão perdendo sua única fonte de trabalho. Também não é novidade que a Organização Mundial de Turismo (OMT) não esteja fazendo nada.


Um "apelo a inovadores e empreendedores" buscando soluções para restaurar a saúde do turismo é a única coisa que ocorre à mais alta autoridade de turismo do planeta? O que acontece com as idéias desta organização que possuem os recursos, links e privilégios necessários para conter e ajudar? Por que tão pouca capacidade de reação por parte da OMT?


A Organização Mundial de Turismo passou décadas sem superar vários problemas:


  • Seu trabalho é limitado à simples intenção e expressão de recomendações, mas carece de regulamentos reais;

  • Suas atividades são focadas demais no turista como principal ator social do turismo, deixando de lado os problemas de trabalhadores, profissionais, estudantes, as melhores e comunidades locais;

  • Atende às necessidades globais e das grandes cidades, ignorando muitas das realidades locais que são vividas em cada um dos países;

  • Tem pouca conexão com organizações não-governamentais;

  • Ele não contempla a solidariedade em seus discursos e ações;

  • Suas assembleias gerais devem ser realizadas com mais frequência e incluir uma maior pluralidade de vozes, levando em consideração a sociedade civil para a tomada de decisões;

  • Ele não leva em conta totalmente a realidade em seus relatórios, pois está limitado à publicação de cifras e estatísticas. Por exemplo, seu site está muito focado em fornecer notícias positivas e numéricas;

  • Muitos de seus documentos são gerados por consultores externos e estão apenas em inglês;

  • Oferece poucas possibilidades de treinamento e nunca são universais e com bolsas de estudo, acessadas apenas por funcionários do governo ou por quem tem dinheiro para isso;

  • Falta transparência em relação à contratação e promoção de seu pessoal;

  • Suas ações são muito focadas nos destinos de luxo da Europa e da Ásia;

  • Não possui sede em cada um dos países, o que dificulta à OMT acessar e aprender sobre a realidade social e vice-versa;

  • É funcional para os megaprojetos imobiliários e comerciais dos grandes grupos econômicos;

  • - Não contempla o desejo de comunidades que não querem viver em turismo e do turismo;

  • Não ataca totalmente tipos negativos de turismo, como sexual, pobre, suicida, drogas, etc;

  • Não é muito crítico da situação do turismo em nível geral e muito condescendente com os diferentes governos, pois está mais focado em promover o turismo do que em melhorá-lo e não penaliza os países que estão ameaçando seu potencial turístico;

  • Muitos de seus livros estão à venda, quando deveriam ser públicos e gratuitos.


Sobre a OMT


Para a OMT, o turismo é um fenômeno econômico e depois social, pois em todas as suas ações e discursos a abordagem econômica sempre prevalece e o social é relegado a ações mínimas. Isso pode ser visto em qualquer uma das guias do seu site.


A Organização Mundial de Turismo (OMT) é uma instituição criada em Madri, Espanha, em 1975, para promover o turismo internacionalmente e, desde 2003, atua como uma agência especializada para as Nações Unidas (ONU). Possui 156 estados membros, mas existem pelo menos 38 países que não aderem a ele, estando os Estados Unidos nessa lista de não aderentes. Todo dia 27 de setembro é comemorado o Dia Internacional do Turismo, coincidindo com a data de aprovação de seus estatutos.


91 visualizaciones4 comentarios

Entradas Recientes

Ver todo

4 Comments


fabricioortiz2001
fabricioortiz2001
Apr 05, 2020

Se deben plantear nuevas estrategias en esta época de crisis y tomar medidas que garanticen la salud de los turistas, exigir protocolos de higuiene en los sitios turísticos, crear productos nuevos como sitios adecuados para que personas puedan hacer una cuarentena , ofertar estadías más largas y a menores precios, entre otros

Like

fabricioortiz2001
fabricioortiz2001
Apr 05, 2020

Este organismo se ha convertido en un ente burocrático, donde prevalece solo el empleo de los miembros que no agregan valor a la comunidad y al turismo en general

Like

fabricioortiz2001
fabricioortiz2001
Apr 05, 2020

El enfoque de la OMT, es erróneo al dejar en un segundo plano al individuo al sujeto al turismo y dejar que prevalezca solo lo económico, se debe entender que el lucro o beneficio económico es una consecuencia de un turismo productivo bien Administrado. Este organismo de se ha convertido en un organismo burocrático, donde sus funcionarios están preocupados de mantener un empleo y no agregan valor a la institución cuyo fin o mision es velar por la mejora en el turismo.

ante la crisis actual de CV19 se debía establecer estrategias que velen a futuro por un turismo saludable, donde se ofuerte seguridad, higiene y salubridad como requisito que garantice a los turistas una estadía agradable y saludable, además…


Like

Al parecer dentro de la proyección de estrategias de la OMT, existe una planificación un tanto retrasada por decirlo de alguna manera, y por lo evidente no llega a acloparse en ciertos aspectos, con la realidad global de la actividad turística, principalmente a la relación desarrollo social y turismo; ahora bien, dentro de las estrategias de la OMT, existen grupos de sub división de trabajo o desarrollo, los cuales para América Latina, es evidente que a la actividad turística no se la toma como una línea transversal al momento de la planificación o gobernanza, o por lo menos no como se debería, y es ahí, en donde el comité general de la OMT deja un gran vacio, al no tomar…

Like
bottom of page